BIENAL DE CULTURA - UEE-SP

11.07.2006

3ª BIENAL DE ARTE, CIÊNCIA E CULTURA DA UEE-SP



A 3ª Bienal de Arte, Ciência e Cultura da União Estadual dos Estudantes de São Paulo é um dos maiores festivais culturais estudantis do Brasil. Abrangendo todas as áreas da produção cultural - artes cênicas, artes visuais, cinema e vídeo, literatura, música e ciência e tecnologia, essa 3ª Bienal chega a Campos do Jordão e espera um público aproximado de 2 mil estudantes.

_________________________________________________
SÃO PAULO: FLUXOS
Quando vim da minha terra,
não vim, perdi-me no espaço
na ilusão de ter saido.
Ai de mim, nunca sai.
Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

OBJETIVO GERAL
A partir do tema São Paulo: Fluxos - Idas e vindas de muitas caras, o nosso propósito é realizar um amplo debate acerca das questões da forte imigração e migração ocorrida para o estado de São Paulo em toda a sua história, fazendo um apanhado da sua formação cultural e relacioná-lo com a atual produção de arte, ciência e cultura.


FORMATO
Síntese das principais atividades da 3ª Bienal de Arte, Ciência e Cultura da UEE-SP:

- Cerimônia de Abertura
- Mostra Universitária -
reúne trabalhos de estudantes universitários de todo o estado em todas as áreas da produção cultural
- Mostra Convidada - reúne artistas de renome em todas as áreas da produção cultural para trocar experiências com os estudantes
- Ciclo de Debates - espaço de reflexão acerca do tema proposto
- Oficinas - atividades práticas em que os inscritos terão contato com as diversas formas de produção e expressão cultural
- Trilhas - espaço de aventura e descontração da Bienal no qual o estudante farão uma integração com o meio ambiente de Campos do Jordão
- Espaço CUCA - local alternativo de atividades em que os estudantes poderão conhecer o trabalho desenvolvido pelos 10 núcleos CUCA´s
- Lado C (comunidade) - irá proporcionar o convívio dos estudantes com a comunidade de Campos do Jordão

- Encerramento - haverá ato público nas ruas de Campos do Jordão, apresentação dos resultados obtidos durante a realização da 3ª Bienal e reivindicação por políticas públicas de forma descontraída.

___________________________________________
A 3ª Bienal da UNE será realizada entre os dias 7 e 10 de dezembro de 2006, em Campos do Jordão, interior de São Paulo.

___________________________________
As incrições começam hoje, 18 de outubro e encerram no dia 17 de novembro. Fique atento!

www.une.org.br/home3/coringa/18_10_regulamento_oficial_bienal_ueesp_doc.doc
www.une.org.br/home3/coringa/18_10_ficha_de_inscri__o_doc.doc


10.17.2006

CONTATOS - 19/10/06

Nossos contatos são:
Telefone: 11 55750828 (diretoria)

Acompanhe pelo blog os preparativos e as novidades da 3ª Bienal da UEE-SP.
Fique atento também à programação que em breve será divulgada.

10.16.2006

Acompanhe o andamento da Bienal - 20/10/06

3ª Bienal da UEE-SP seguindo seu fluxo!
Com a coordenadoras vão até o Memorial do Imigrante para discuir migrações

Discutindo os deslocamentos populacionais e sua relação com o Brasil, o evento abordou as migrações contemporâneas para o Brasil. Segundo os organizadores, as migrações na atualidade, nas suas mais diferentes expressões, representam uma das questões mais candentes.

De refugiados de guerra a trabalhadores ilegais, pessoas das mais diversas origens nacionais e étnicas, classes sociais e religiões compõem uma rede de migrações complexa, multifacetada e de amplitude variada.

Para a coordenação da Bienal o seminário ajudou a esclarecer o rumo que as atividades do encontro cultural tem que seguir. “Falamos com o Profº Odair da Cruz Paiva, professor da UNESP Marília e organizador do evento no Memorial do Migrante, que nos ajudará a formatar as atividades de acordo com a necessidade de cada área”, esclareceu Kelly Teixeira, coordenadora geral e idealizadora da temática “São Paulo: Fluxos. Idas e vindas de muitas caras”.
O seminário “Migrações: Desafios para o Século XXI” aconteceu no Memorial do Migrante, entre os dias 17 e 19 de outubro, na capital de São Paulo e contou com a participação de teóricos, professores, pesquisadores, voluntários e alguns migrantes que hoje vivem no Brasil.

10.14.2006

ABUJAMRA CONFIRMA PARTICPAÇÃO - 15/11/2006

Antonio Abujamra à primeira vista parece ser daqueles típicos senhores de 70 anos rabugentos. De suspensório e sentado numa poltrona, ele recebeu os coordenadores da 3ª Bienal de Arte, Ciência e Cultura da UEE-SP para conversar sobre a sua participação na abertura do festival, dia 7 de dezembro, em Campos do Jordão.

Com língua afiada ele não perdoa nada. Age como se estivesse em seu programa "Provocações" –que segundo ele está indo mal, com audiência lá embaixo– e nos provoca a toda hora. Provoca a juventude, fala contra o ar puro de Campos do Jordão dizendo que lhe fará mal, e solta vários palavrões.

Abujamra diz que gosta de contar de suas experiências, levar aos jovens um conhecimento que eles não podem aprender na escola, na universidade. "Quero falar sobre televisão, sobre viagens, sobre pessoas".

E, por isso, sua proposta é apresentar aos estudantes uma síntese do seu monólogo "A Voz do Provocador", no qual fala sobre a internacionalização da Amazônia, lê poemas de Clarice Lispector e dialoga com o público que pode enviar perguntas.

Abujamra é uma figura excêntrica e, no mínimo instigante. Deixou bem claro que quer ser provocado. E garantiu que não deixará a aula-espetáculo ser algo monótono. "Se for preciso mando todo mundo tomar no cú. Vocês deixam? Mas mesmo se não deixarem eu vou mandar!", disse.

Com as formalidades dispensadas, Abujamra contou algumas histórias de Cláudio Santoro, músico, maestro e seu amigo pessoal, que dá nome ao auditório onde será realizada a apresentação em Campos do Jordão. Contou que na época em que estiveram na Alemanha Oriental, Santoro pegava um avião e ia até a Suíça só para almoçar a bordo. O motivo: ele não podia cruzar a fronteira com o dinheiro que ganhava na Alemanha e trocava em passagens.

Questionou também a afirmação de que as reservas de água no mundo estão se esgotando. "Já falaram que tanta coisa estava acabando. Agora é água. E ainda dizem que o Brasil é o país que mais concentra água no planeta por causa do aqüífero Guarani. Quem sabe o que é aqüífero? Eu não sabia. E lençol freático, eu também não sabia. Querem dificultar tudo ao invés de deixarem as coisas mais didáticas", acrescentou.

Confirmada sua presença e fechado o espetáculo, ele se despediu perguntando se os coordenadores sabiam de quem era as gravuras que estavam na parede de sua casa. Ninguém reconheceu e ele disparou: "Essa juventude não sabe nada". Quando falou que era Helene Weigel, logo a coordenadora reconheceu como sendo a mulher de Brecht. Foi o suficiente para ele sentir uma pouco mais de afeição pelo grupo.

Encerrou a conversa assim: "Agora já posso expulsá-los. Tchau!"

9.21.2006

ÚLTIMOS DIAS - 25/11/06

Galera,

Como estão os preparativos para a Bienal da UEE-SP? Nós aqui da coordenação estamos a todo vapor para fechar os últimos detalhes.

Se você ainda quiser inscrever trabalhos poderá remeter eles pelo correio até o dia 1º de dezembro, próxima sexta-feira. Ou então, poderá nos visitar e entregar seu projeto pessoalmente na sede da UEE-SP.

Nosso endereço é: Rua Vergueiro, 2485 - Vila Mariana - São Paulo - SP (ao lado do metrô Ana Rosa)!!!

No nosso próximo post colocaremos as participações e os shows já confirmados no nosso evento.

Fique esperto e não deixe de participar!!

Além disso, vamos publicar um pequeno guia de sobrevivência em Campos do Jordão. Pegue seus cachecóis e se prepare para o verão mais frio de São Paulo!!!

Até lá!

8.31.2006

PROGRAMAÇÃO 3ª BIENAL DA UEE-SP - 28/11/06

A todos os estudantes que estão se preparando para participar da Bienal de Arte, Cultura e Ciência da UEE-SP, segue abaixo a progrmação oficial dos quatro dias de atividades!


Programação da 3ª Bienal de Arte, Ciência e Cultura da UEE-SP

Dia 07
Das 9 às 20h30 - Credenciamento
Local: Portal da Cidade

22h -Mostra Convidada de Música
Roda de Samba - Meninos de São Mateus
DJ Zé K - Samba Rock
Local: Preventório

Dia 08
10h - Aula Inaugural
Antônio Abujamra
Local: Auditório Cláudio Santoro

13h30 -Debate : Deslocamentos: teatro político ou políticas para o teatro
Local: Preventório
Ney Piacentini - Cooperativa Paulista de Teatro
Ana Cristina Petta - atriz e ex-coord. do CUCA
Celso Frateschi - ator e ex-Secretário Municipal de Cultura de SP

13h30 - Debate: Aproximações com a literatura contemporânea
Local: Preventório
Ferréz - escritor
Jefferson Assunção - MinC
Marisa Lajolo* - Prof.ª da Unicamp

16h - Mostra Convidada de Cinema: “Expedito”
Bate-papo com o diretor Roberto Novaes
Local: Preventório

16h - Mostra Universitária de Artes Cênicas
Local: Preventório

17h - Mostra Convidada de Artes Cênicas
Local: Preventório
“Gozolândia” com a cia IVO 60

20h30 - Café Musical
Local: Piola
Passoca

23h - Mostra Universitária de Música
Local: Preventório

0h - Mostra Convidada de Música
Local: Pucci
Peixelétrico
Sacicrioulo


Dia 09
Das 9 às 12h - Trilhas: Horto Florestal
Oficinas: Bonecões, Reciclagem, Mamulengos, Recreação e Esporte, Grafitti, Break e MC.
Eixo Circo: Clown, Tecido Acrobático, Malabares e Acrobacia de Solo.
Local: Preventório

10h - Debate: Democratização dos Meios de Comunicação
Local: Preventório
Raimundo Pereira - Oficina Informa
Gustavo Gendri - Fazendo Média
Diogo Moysés* - Intervozes
Bernardo Kucinski - Carta Maior

13h30 - Debate: O papel do áudio-visual na formação do estereótipo
Local: Preventório
Marília Franco - Prof.ª de Cinema da USP
Diogo dos Santos - Movimento Cineclubista de SP
Nilson Rodrigues - diretor da Ancine


13h30 - Debate: Os fluxos migratórios como objeto de registro das artes visuais
Local: Preventório
Francisco Alambert Prof. de História Social da Arte-USP
Antônio F. Costella - Diretor do Museu Casa da Xilogravura - Campos do Jordão


16h - Mostra Universitária da Artes Cênicas
Local: Preventório

18h -Mostra Convidada de Artes Cênicas
Campos do Jordão

20h30 - Café Literário
Local: Piola
Bate-papo: Educação é o meu canhão
Aliado G - Rapper, integrante do Face da Morte
Douglas - Educafro
Ridson - MC
Toni C. - organizador do livro Hip Hop a Lápis
Lançamento do CD Nação Hip Hop
Apresentação de Grafitti, Break e da banda Maloca

23h - Mostra Universitária de Música
Local: Preventório

0h - Mostra Convidada de Música
Local: Pucci
Farofyno
Face da Morte


Dia 10
Das 9 às 12h - Trilhas: Horto Florestal
Oficinas: Bonecões, Reciclagem, Mamulengos, Recreação e Esporte, Grafitti, Break e MC.
Eixo Circo: Clown, Tecido Acrobático, Malabares e Acrobacia de Solo.
Local: Preventório

Visita ao Museu Casa da Xilogravura
Ponto de Encontro: Preventório

10h - Roda do CUCA
Local: Preventório
Tiago Alves - Coord. da 5ª Bienal da UNE

13h30 - Debate: O papel da Ciência e Tecnologia na construção de um projeto de desenvolvimento nacional
Local: Preventório
Gustavo Petta - Presidente da UNE
Luiza Rangel - ANPG
Otaviano Helene - SBPC


13h30 - Debate: Sujeitos da história: a produção de música como busca de oportunidades
Local: Preventório
Glauco Barsalini - Pesquisador da UNICAMP
Zé Mira - Músico


17h - Ato público - Culturata
Local: Gazebo Campos do Jordão

MOSTRAS PERMANENTES:
Artes Visuais, Ciência & Tecnologia, Literatura e Cinema.
Local: Pucci

PARTICPAÇÃO ESPECIAL
Marcos Pontes – primeiro astronauta brasileiro

Esperamos todos por lá!!!

8.19.2006

MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA EM CAMPOS - 01/12/06

3a Bienal de Arte, Ciência e Cultura da UEE-SP

Campos do Jordão: É pra lá que eu vou!!!

Entre os dias 7 e 10 de dezembro acontecerá, em Campos do Jordão, o maior encontro cultural de estudantes universitários paulistas que apresentarão a produção de arte, ciência e cultura. Com o tema “São Paulo - Fluxos: Idas e vindas de muitas caras”, realizaremos um amplo debate acerca das questões da forte imigração e migração ocorridas no estado de São Paulo em toda a sua história, fazendo um apanhado da sua formação cultural e relacioná-lo com a atual produção de arte, ciência e cultura. Estudantes de várias universidades do estado já estão organizando suas caravanas rumo a Campos do Jordão. Se liga e embarque nessa!!

Mas, para não pagar micos segue abaixo algumas dicas de sobrevivência para os quatro dias de grande festa do movimento estudantil paulista:

    1. Documentos: Não se esqueça de levar documentos, tem gente desligada que acha que isso é secundário, mas os ônibus passarão pela Rodovia Presidente Dutra que tem vários pontos de fiscalização, e a galera que estiver sem documento pode, no mínimo, atrasar a chegada do busão em Campos.
    2. Mochila: Leve colchonete ou saco de dormir (tem gente que leva até barraca, mas aí fica a seu critério) para o alojamento. Não esqueça os agasalhos, manta ou cobertor (porque a noite faz frio, mesmo em dezembro), roupas leves (durante o dia faz um calorzinho), chinelo, tênis (vai rolar trilhas nas manhãs de sábado e domingo), e não se esqueça dos itens básicos de higiene (xampu, condicionador, sabonete, desodorante, etc), afinal vai ter muita gente solteira e no friozinho noturno muita coisa pode acontecer!
    3. Credenciamento: O credenciamento dos estudantes vai rolar no Portal, na entrada da cidade.
    4. Grana: se você ainda não pagou a inscrição, não se esqueça: R$25 para quem não vai apresentar trabalhos, R$10 para quem vai apresentar trabalhos. Mais o dinheiro para curtir a cidade, que tem chocolates fantásticos e bebidas variadas (bebidas quentes, vinhos, cervejas), comidinhas e malhas.
    5. Alimentação: A cidade tem um custo alto para os turistas, por isso a Bienal vai contar com um esquema de alimentação alternativo. Com mais R$10 o estudante garante café da manhã e almoço durante a Bienal, o jantar vai contar com locais com preços mais acessíveis.
    6. Animação: Traga da sua cidade toda a animação para enriquecer este que vai ser o maior encontro de confluência da produção artística, científica e cultural paulista.
    7. Fôlego: Porque em menos de dois meses vai rolar a Bienal da UNE!!!



Jessica Monteiro

Diretora de Comunicação

União Estadual dos Estudantes de São Paulo – UEE/SP